sexta-feira, 19 de agosto de 2016

Harmonia interna

Apartamento que projetei quando criei a concepção arquitetura em Porto Alegre e foi publicado em reformas no caderno Casa&Cia do jornal Zero Hora, depois fez parte de um livro com projetos deste mesmo caderno.

Com o tempo algumas modificações os próprios usuários fazem, inicialmente a cliente pensava em aproveitar a vista e o sofá ficou voltado para a janela, naquela época nem estudava o Feng Shui e não me incomodei de colocar o sofá de costas. Bem, hoje naturalmente o sofá se inverteu, até mesmo para uma integração melhor entre os ambientes - o 'layout' original permitiu isso. Os eventos melhor que ninguém vão comunicando a melhor distribuição espacial, se houver esta percepção é claro. No caso da mesa de trabalho ela propositalmente está integrada com o estar social, para este escritório, ou como diria o meu avô 'gabinete", ter uma apropriação mais diária e ficou numa posição "de comando", acertada de frente para todo o ambiente.   

Fiz com todo o carinho (como se fosse para a minha mãe) para uma pessoa muito especial que tem bastante bom gosto e lindos quadros e objetos de arte. A arte ajuda sobremaneira o trabalho do arquiteto de interiores e tem uma importância intrínseca na sua representação, pois traz sentimentos de diversas ordens que fazem diferença quando se vivencia diariamente um ambiente interno. Nada passa desapercebido quando se busca uma harmonização, são mensagens que inconscientemente gravamos no dia a dia e temos que analisar com o conjunto dos elementos que compõem os espaços (mobiliário, iluminação, objetos etc).

O legal é ver passada uma década o espaço em uso e saber da contribuição positiva da arquitetura na vida das pessoas.    
 
Saudações. Gabriel B. M. B. Gomes. 










Nenhum comentário:

ESCRITÓRIO DE ARQUITETURA

O ESCRITÓRIO DE ARQUITETURA , ou ATELIE   compartilhado com o arquiteto e fotógrafo Jean Peixoto tem como endereço a CLN 211, Bloco A, sala ...