quarta-feira, 10 de agosto de 2016

MUDANÇA nova oportunidade.

Mais uma mudança, outro recomeço, uma nova etapa, oportunidade de renovação. Uma reflexão se faz necessária, o que levar, o que deixar. O que é realmente importante e fundamental para estar com a gente? Quais são as limpezas necessárias a serem feitas. Confesso que foram muitas e muitas experiências, pensei até desenvolver com um amigo um sistema que permitisse agilizar os processos.
Devemos estar conscientes dessa impermanência que é a vida.

(Desta vez para uma casa de número 4, em essência segundo o "Espaço Sagrado":  Segurança; os quatro elementos; as quatro direções sagradas; autodisciplina no trabalho; produtividade; organização; integridade e unidade. Penso que é o que eu preciso.)     

A idéia aqui é falar mais da importância de organização do Feng Shui, para o fluir da "vento e água" e o princípio do vazio, de criar espaço para o novo entrar, e não levar objetos e utensílios que não são usados ou que não tenham significado para o usuário. É uma tarefa fundamental para implantação do Feng Shui e talvez a mais difícil no processo de mudança.

Outra técnica é colocar a intenção na nova morada, neste sentido o número que a própria morada nos traz pode ajudar. O exercício do desapego nesta limpeza é essencial que pode comprometer todo o resto se não for bem resolvido. Via de regra, devemos optar por levar as boas lembranças, pois os erros passados servem apenas como referência contra repetição.

“Tudo que a vida lhe tira, ela lhe devolve com outra forma”

Uma vez criado o espaço para o novo, entra a harmonização e o equilíbrio do Feng Shui aplicado apropriadamente para cada ambiente. Ressalto esta necessidade de abertura para o tratamento e cura da casa - domoterapia - e dos que fazem parte dela.

IDEA - Integração e Desenvolvimento Espelho D'água.
Feng Shui - Porto Alegre 2010

Baguá - aplicado conforme orientação do hemisfério sul, considerando a inversão de polaridades. As cartas solares no hemisfério sul são voltadas para o norte o que muda a concepção do baguá com relação a orientação solar.

O Norte neste sistema representaria melhor o Sucesso(verão) em Função da maior incidência solar; o Oeste a Criatividade (outono) ; o Sul o Trabalho (inverno);  e o Leste nascente a Família (primavera).

É importante ressaltar neste caso a inversão para o sentido anti-horário. O que no Feng Shui pode também fazer sentido, uma vez que estamos estamos trabalhando com magnetismos.   

A explicação para este fenômeno foi dada pelo matemático francês Gaspard Gustave de Coriolis (1792-1843). Ele observou que o percurso dos objetos sofre um leve desvio em sistemas de rotação uniforme, como a Terra. Nosso planeta gira do oeste para o leste, mas sua velocidade rotacional é muito mais lenta nas extremidades. Por causa disso, um objeto que se desloca dos pólos para o Equador tenderá a mudar sua trajetória um pouco para oeste. No norte, isto significa virar à direita e no sul, à esquerda. 

Para saber mais: http://www.if.ufrgs.br/cref/?area=questions&id=392 

Claro que o sistema em si não tem o status científico acadêmico e a aplicação tem mais uma perspectiva de organização sensitiva intencional, percebida, ou melhor sentida, pelo usuário. Em outras palavras: o que importa é nos sentirmos bem com relação a nossa casa e a nossa saúde, seja ela física, mental ou espiritual e para isso o sistema nos faz olhar com mais atenção para nós mesmos e nossas casas.

Particularmente, venho aplicando sem levar em conta esta inversão de polaridades e vem funcionando. Penso que a forma e o desenho devem vir acompanhados de conteúdo, e o que importa é se o coração está lá.  

Buscando a harmonização.  Sds. Gabriel B. M. B. Gomes
 

Nenhum comentário:

ESCRITÓRIO DE ARQUITETURA

O ESCRITÓRIO DE ARQUITETURA , ou ATELIE   compartilhado com o arquiteto e fotógrafo Jean Peixoto tem como endereço a CLN 211, Bloco A, sala ...