quarta-feira, 3 de agosto de 2016

Retroalimentando a arquitetura.


Sigo com o propósito de manter o blog atualizado, a última postagem foi sobre patrimônio histórico modernista de Le Corbusier, mas volta a reflexão sobre a relação da arquitetura na perspectivas das pessoas. Nas grandes obras como os usuários se sentiram? Li um artigo bem interessante  - http://www.archdaily.com.br/br/01-154559/porque-deixei-a-arquitetura. 

Particularmente penso que cada vez mais esta relação entre o profissional e o cliente deve se estreitar no sentido de atender as necessidades destes, claro que quando estes são uma família esta relação é bem mais complexa, pois deve atender a um conjunto de pessoas. 

Sobre esse assunto que conversamos bastante no FNDE sobre os usos e as ocupações nas unidades escolares - recebemos muitos "feedbacks", tanto sobre o projeto técnico como sobre a sua utilização.

A respeito de "feedbacks" recebi de um cliente me parabenizando pelo projeto, bastante arejado, iluminado e dizendo que "tá ficando uma belezura". O mérito maior foi o diálogo entre o profissional e o cliente.  

Em outra escala também recebi uma mensagem de outro cliente, dizendo: "a sala está bem mais bonita". Mesmo com a execução não concluída. Fiquei de fazer uma visita sem compromisso, para ver realmente de perto como estão se sentindo os usuários no ambiente projetado. 

São obras pequenas, pouco autorais, mas que o estudo da arquitetura faz diferença. É uma satisfação atender as necessidades dos usuários em primeiro lugar.      

Saudações. Gabriel B. M. B. Gomes.      

Casa ainda sem acabamentos (fotos do cliente).


Maringá/PR

SDS/Brasilia

Nenhum comentário:

ESCRITÓRIO DE ARQUITETURA

O ESCRITÓRIO DE ARQUITETURA , ou ATELIE   compartilhado com o arquiteto e fotógrafo Jean Peixoto tem como endereço a CLN 211, Bloco A, sala ...