quarta-feira, 12 de abril de 2017

DIANTE DO LAR

Diversas tradições e cultura nos trazem a consciência das nossas CASAS e a importância de trabalharmos elas em diversas dimensões (densas e sutis). Muito além de um sistema de crenças estamos inseridos no meio que interage conosco, nós tendo consciência, ou não. Dessa forma um olhar  atento para os espaços que habitamos, sejam eles nossos locais de trabalho, residências, bairros, cidades e até a dimensão planetária, é imprescindível.
O texto traz essa consciência deste ESPAÇO que devemos consagrar que são os nossos lares, isso faz muito sentido para ARQUITETURA enquanto disciplina que qualifica os ambientes para HARMONIZAÇÃO e SAÚDE.  

Entre em contato. 61-996710810 - gmennabarreto@gmail.com  

Sds.

O lar é o centro de nossas atividades no mundo.

Efetivamente, a Terra é a nossa temporária residência na vida e a Humanidade
é a nossa verdadeira equipe familiar . Entretanto,   no   microcosmo  doméstico, tens a lição e a   bênção, a escola e a estação de cura.
É por isso que entre as quatro paredes da casa terrestre, encontramos, enquanto na experiência física, os mais obscuros problemas. Aí dentro, no reduzido espaço de alguns metros, conhecemos o assalto do ciúme, o golpe da maledicência, o fel da incompreensão, a treva da calúnia, o vinagre da
crítica, o frio da indiferença e a dor do cansaço, recolhendo, muitas vezes, pedras e espinhos
de mãos queridas que desejaríamos viver osculando com inexcedível ternura.
No acanhado círculo da consanguinidade, surgem para a alma as mais aflitivas sugestões de fracasso e os mais fortes apelos ao desânimo. Todavia, é também na intimidade desse anel de luta depuradora   que surpreendemos abençoadas oportunidades de acrisolamento e ascensão.
Absorvendo-lhe o clima inquietante, à maneira do metal impuro, no cadinho regenerador, nosso espírito em lhe recebendo a lixívia de suor e lágrimas, alcança expressivos degraus de soerguimento, avançado para a Vida Maior.
Não desprezes as dificuldades e as crises que, porventura, te façam da casa um templo de purgação.
Usa a humildade e a paciência, a bondade e a tolerância, no comportamento diário, trabalhando e amando, aprendendo e servindo e o teu flagelado domicílio de hoje ser-te-á amanhã preciosa base,  da qual poderás desferir os mais nobres voos de paz e sublimação para a Grande Vitória.

Francisco Cândido Xavier - Emmanuel, ATENÇÃO

Nenhum comentário:

ESCRITÓRIO DE ARQUITETURA

O ESCRITÓRIO DE ARQUITETURA , ou ATELIE   compartilhado com o arquiteto e fotógrafo Jean Peixoto tem como endereço a CLN 211, Bloco A, sala ...